O Mercado do Tradutor Freelance

COMO É O MERCADO DO TRADUTOR FREELANCE?

O mercado de tradução é muito grande, e cresce cada vez mais, principalmente com as novas tecnologias.
Atualmente existem muito programas que auxiliam o trabalho do profissional de tradução, agregando valor ao seu trabalho. Porém, é evidente que o trabalho humano é necessário e importante.

De modo algum, uma ferramenta irá substituir o trabalho de um profissional. Assim, o mercado para este profissional continua em expansão, pois surgem novos programas, novos jogos, livros, blogs e uma infinidade de “coisas” para traduzir todos os dias.

E sabe-se que grande parte da fatia de mercado de tradução, está nas mãos de tradutor freelance. Para que o tradutor freelance consiga se manter no mercado, é preciso sempre investir em bons recursos, além de manter um comprometimento com o cliente.

Dinamismo

O mercado é bastante dinâmico, e este dinamismo ocorre em todas as áreas profissionais. O tradutor, precisa acompanhar este mercado que está em constante mutação.

As empresas, os empreendedores e profissionais devem possuir um poder de adaptação às diversas situações que ocorrem.

Para ser um tradutor freelance ou não é preciso ser dinâmico, adaptável, assim como a língua que também vai sofrendo modificações. Falando desta maneira, nos dá a sensação que o tradutor é um “super-herói” (com hífen, conforme dita a norma) ou alguém com uma bola de cristal.

Mas, muito longe disto, o tradutor é em alguns momentos, um profissional técnico, um artista, um poeta e assim sucessivamente. São as muitas faces de um tradutor.

Irei apontar alguns requisitos de um tradutor freelance, sem o intuito de enfocar todos os pontos.

 

REQUISITOS PARA UM TRADUTOR FREELANCER

 

1. Domínio da língua materna

Para ser um bom tradutor e conseguir bons trabalhos, sempre estar trabalhando em parceria com alguma empresa é necessário ter um ótimo domínio da sua língua materna. Talvez, por causa disso, a maioria dos profissionais contratados por agências sejam aqueles que têm uma graduação em letras ou em tradução.

Claro, que isto não é uma regra, pois temos no mercado excelentes profissionais que dominam o português, sem ser um profissional de Letras.

Mas como o mercado cresce a cada dia, a competitividade também. Por isso, é preciso sempre se especializar, estudar para se manter atualizado, além de investir em ferramentas que sirvam de auxílio para o seu trabalho.

2. Qualidade de tradução

A qualidade da tradução é outro quesito que vai definir se você vai conseguir se destacar como tradutor freelancer. Pois, para conseguir trabalhos é necessário que o tradutor sempre entregue trabalhos de qualidade para que o cliente fique satisfeito. Aliás, entregar um trabalho de qualidade é uma obrigação.

3. Quem pode ser tradutor

Quando sabemos muito bem um idioma e temos uma grande fluência, não necessariamente podemos ser tradutores desse idioma.

Para saber bem um idioma é necessário ter as capacidades de ler, entender, falar e escrever bem. Mas para traduzir é preciso ter uma capacidade a mais, que é a capacidade de adaptação da língua.

Todas as línguas têm as suas próprias peculiaridades, e para fazer uma boa tradução é preciso conhecer e entender muito bem estas peculiaridades tanto da sua língua materna quanto da língua traduzida em questão.

4. Investindo em programas

Hoje em dia, existem alguns programas que facilitam o trabalho de um tradutor. Mas para poder usá-los de maneira satisfatória é necessário que você aprenda todas as nuances dos programas que têm em mãos. Além disso, a prática leva a perfeição. Pois, com o tempo você conseguirá adaptar-se melhor à ferramenta.

Porém, vale destacar que ficar a mercê desses programas não é uma boa opção. Os programas de tradução devem ser usados para auxiliar e facilitar o seu trabalho, e não como total suporte de tradução. Lembre-se de que, como tradutor, você deve perceber o que deve ou não ser analisado, modificado, reescrito e adaptado.

5. Poder de negociação

O tradutor freelancer também deve ter uma ótima capacidade de negociação. Inicialmente, pode não ser tão fácil, mas com um pouco mais de conhecimento de mercado, o tradutor que trabalha como freelancer vai saber lidar melhor com o cliente.

Quando falamos em poder de negociação, não falamos apenas sobre preço, mas também de negociar prazos e os serviços a serem prestados.

6. Preço

Na hora de precificar o seu trabalho é preciso que você fique atento, pois oferecer um preço muito abaixo do que costuma ser determinado e praticado pelo mercado desqualifica o seu trabalho e o trabalho de todos os outros tradutores.

Cadastre-se e receba novidades grátis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *