O tradutor freelance encontra muitos desafios em sua carreira profissional, tanto no gerenciamento de projetos, em suas pesquisas terminológicas, na venda de seus serviços, enfim são muitas as etapas até a entrega do material traduzido.

A tradução ou a versão são atividades caracterizadas pela interpretação do significado de um texto em determinado idioma e a produção de novo texto em outro idioma.

Isso significa que traduzir é mais do que simplesmente substituir palavras ou realizar adequações gramaticais, como muito gente pensa.

A tradução eficiente, realizada por um profissional devidamente qualificado, mantém o sentido original que o autor deseja transmitir. Portanto, nada de traduzir palavra por palavra.

No entanto, mesmo o tradutor freelance mais experiente pode passar por certos contratempos em sua trajetória.

Já comentei aqui no blog a respeito dos falsos cognatos ou falsos amigos, sobre a ética do tradutor entre outros assuntos. Aproveito para listar aqui alguns artigos que são importantes para qualquer tradutor:

Neste artigo, vamos enfocar alguns desses desafios e como vencê-los com louvor.

A estrutura da língua

Cada idioma possui diferentes regras e estruturas que devem ser seguidas para que façam sentido.

Dessa forma, tentar manter a estrutura exata de uma frase, conforme consta no idioma original, poderá resultar em frases desconexas e sem sentido (um problema comum quando se traduz de inglês, um idioma mais conciso que o português, que é por natureza mais prolixo).

Os tradutores devem sempre optar pela estrutura mais coerente no idioma de destino, mesmo que para isso precisem dividir frases, alterar sua ordem, modificar a pontuação, traços e parênteses.

O objetivo principal é transmitir a mensagem de forma simples e eficaz. Portanto, é necessário adaptar o que for preciso para atingir o objetivo de um texto claro e coerente.

Problemas na tradução: expressões idiomáticas, gírias e linguagem figurada

A linguagem, como sabemos, é uma das expressões fundamentais de uma cultura e está em constante transformação e adaptação.

Erros de tradução referentes a expressões idiomáticas e gírias podem ser desastrosos. É fundamental que o tradutor conheça não só a língua, mas o contexto em que ela está inserida.

Vemos muitos exemplos, que muitas vezes, são publicados na internet, causando vergonha para qualquer um. E, confesso que isso pode acontecer com qualquer um de nós.

Basta estarmos um pouco cansados ou desatentos. Por isso, conheça o seu limite e revise muitas vezes o seu trabalho antes de entregar.

Esse é outro desafio que todo tradutor irá vivenciar em algum momento de sua carreira, em qualquer idioma. É preciso ter em mente também que uma mesma língua pode ter variações de um país para outro, ou mesmo de uma cidade para outra, com regionalismos e expressões locais.

 A língua espanhola, por exemplo, é falada em mais de 20 países e um mesmo vocábulo pode ter diferentes significados dependendo do local.

Da mesma forma, que certas palavras do português do Brasil diferem em sentido e grafia do português de Portugal.

Outro exemplo de expressões idiomáticas desafiadoras são as gírias. Elas são baseadas em metáforas e, por serem típicas de uma região, têm significados específicos em determinadas comunidades.

Portanto, quando estamos traduzindo um roteiro de uma peça ou legendando um seriado, por exemplo, é importante contextualizarmos essas expressões e fazer pesquisas para traduzir gírias locais corretamente.

Também vale a pena visitar fóruns de tradução e pedir a ajuda a nativos ou a outros colegas de profissão para esclarecer o real sentido de determinada gíria ou linguagem figurada.

Pesquisas em comunidades online renomadas como Proz.com são úteis para tirar dúvidas instantaneamente e encontrar a melhor adaptação para o termo que você precisa.

Tradutor freelance profissional e o humor

Explicar humor é uma das tarefas mais desafiadoras para os tradutores, uma vez que o senso de humor depende da bagagem cultural de uma pessoa.

Pense no famoso “humor britânico” e em como até mesmo outros povos que falam inglês têm dificuldade de se identificar com ele ou mesmo entendê-lo.

Agora, imagine como é difícil superar barreiras linguísticas e ainda manter o humor.

Às vezes, os tradutores terão problemas em traduzir a parte divertida porque não há um equivalente no idioma de destino. Em outros casos, o background cultural de um público não permite que entendam o humor.

Entender piadas e traduzi-las corretamente, sem perda ou mudança de sentido, envolve um conhecimento profundo tanto do idioma original quanto do final, bem como do público-alvo.

Sem saber como determinado povo pensa e com que tipo de humor estão acostumados, traduzir piadas torna-se impossível.

O sarcasmo e o exagero, por exemplo, geralmente usados ​​no humor americano, não têm a menor graça junto ao público asiático, por exemplo, assim como piadas autodepreciativas.

O tradutor freelance e o autor

Embora, falarmos em tradutor freelance possa parecer que se trata de um profissional que faz um serviço esporádico, na verdade estamos falando de um tradutor independente profissional que presta serviços freelance para agências, empresas e até mesmo cliente direto.

Mas, não se engane não há nada de amador nisso.

Um tradutor profissional precisa entender a perspectiva do autor. Especialmente no texto literário ou jornalístico. O autor apresenta uma abordagem pessoal.

Isso significa que os tradutores devem ser capazes de entender e processar até mesmo as menores nuances do autor.

Isso é muito difícil e requer muito mais do que apenas boas habilidades gramaticais e de vocabulário. Requer inteligência emocional, criatividade, entendimento cultural e até mesmo político em certos casos.

É preciso ter em mente que nós tradutores somos parceiros tanto do autor, quanto do revisor.

Traduzir é uma arte

A tradução é uma atividade de fundamental importância em nosso mundo globalizado e o mercado está em ascensão.

Entretanto, conforme podemos observar, como qualquer outra profissão ela também apresenta desafios que precisam ser superados para garantir a qualidade do trabalho.

Expressões idiomáticas, linguagem figurada e humor são difíceis de traduzir, mas não impossíveis.

A estrutura do idioma também pode confundir tradutores experientes em certas ocasiões.

Escolher as palavras certas, de acordo com o contexto e com o propósito do conteúdo é uma arte que os tradutores dominam à medida que ganham experiência nessa indústria.

Por isso, pratique, estude, pesquise, esteja sempre reciclando seus conhecimentos e procurando ir além.

Se você gostou do artigo o convido a comentar sua opinião aqui no blog e se desejar compartilhe nas redes sociais.

Até o próximo artigo!

Tags: |

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.