Curso Marketing Pessoal e Produção de conteúdoPowered by Rock Convert

Se você pretende trabalhar como tradutor freelancer é importantíssimo organizar a sua carreira. Um profissional que não se planeja e não cria metas e objetivos tem mais dificuldade em ter sucesso trabalhando por conta própria.

O mercado de tradução tem crescido exponencialmente no Brasil e no mundo inteiro. Com isso, existe também uma grande demanda de trabalho – o que é ótimo para quem quer entrar nesse mercado.

Mas, para se destacar e conseguir ter sucesso como tradutor de espanhol freelancer você precisa conhecer o mercado e pensar em uma rotina de trabalho que seja verdadeiramente rentável.

Fazer isso pode até parecer difícil no começo, mas com o tempo você vai colher os frutos de levar uma vida mais organizada. Trabalhar como tradutor freelancer demanda responsabilidade e dedicação.

Leia também:

Passo a passo para se tornar tradutor freelance

Obviamente para trabalhar como tradutor freelancer você deve ter uma formação adequada para isso.

Não basta apenas conhecer o idioma, nem tampouco falar um idioma estrangeiro, mas é preciso também dominar meios de linguagem para tornar a tradução mais adequada.

Há uma diferença muito grande entre falar um idioma e traduzir. Acredite nisso.

  • Local de trabalho:

Considerando que você já se formou ou está cursando algum preparatório para ingressar na carreira, é preciso definir um local de trabalho.

Uma das grandes vantagens de trabalhar como tradutor freelancer é que você terá a oportunidade de trabalhar em home office. Ou seja, poderá trabalhar no conforto do seu lar.

Mas, para quem não está acostumado a isso, o home office pode ser muito complicado. Muitas pessoas não conseguem organizar a rotina de trabalho justamente pelas inúmeras distrações que a casa pode proporcionar.

Para não correr o risco de procrastinar, a nossa dica é que você tenha um escritório, de fato. Reserve um espaço – preferencialmente fora de seu quarto de dormir – para fazer o seu trabalho.

Mantenha o local organizado e tenha tudo o que você precisa à disposição – computador, internet, livros, dicionários etc.

Se possível, vista-se com se fosse sair para o trabalho, pois isso exerce um efeito psicológico muito forte.

Candidate-se aos projetos que lhe interessam

Com o tempo você vai criar a sua própria carteira de clientes, e eles provavelmente vão lhe procurar para obter seus serviços. Porém, quando você começa a trabalhar como tradutor freelancer precisa literalmente ir à “caça de projetos”.

Existem muitos sites que são voltados exatamente para isso: para que profissionais que trabalham de maneira autônoma possam encontrar clientes, e vice-versa. Veja algumas opções:

  • Ohub

O site Ohub conecta pessoas ou empresas que estão buscando por serviços diversos e profissionais que possam realizá-los. É um canal muito interessante para quem quer traduzir conteúdos diversos!

É importante compreender que a plataforma é uma das vitrines disponíveis na internet. Apresente-se como o profissional que você é. Surgirão solicitação de serviços de tradução e você como tradutor irá oferecer o seu orçamento.

No começo pode ser difícil, mas é preciso se posicionar. Tenha cuidado para não desvalorizar a sua atuação cobrando um preço muito abaixo do mercado, mas não exagere no valor também.

Toda a sua identidade visual é muito importante, desde sua apresentação profissional, seus formulários, orçamentos com a sua marca profissional.

  • LinkedIn:

O LinkedIn, na verdade, é uma rede social profissional. Você cadastra o que seria o seu currículo, e consegue se conectar com empresas e profissionais variados.

No entanto, ele tem se tornado uma importante vitrine para quem quer divulgar e trabalhar como tradutor freelancer.

Escrita criativa e StortyllingPowered by Rock Convert

O interessante aqui é que, além de você conseguir divulgar o seu trabalho e se conectar com pessoas que podem se interessar por ele, você também pode criar posts e publicações que gerem engajamento em seu perfil.

A forma de se apresentar o linkedin não é como um “vendedor chato” e sim, como um profissional que conhece o seu trabalho. E para que as pessoas percebam isso é preciso que você fale do que você faz, criando conteúdos interessantes.

  • Crowd:

Outra opção interessante é o Crowd, que se apresenta como uma agência e plataforma de negócios.

O diferencial desse site é que somente empresas que possuam CNPJ podem contratar através da plataforma. Isso é interessante porque você sabe exatamente como se posicionar.

Também é uma ótima oportunidade para quem quer trabalhar como tradutor freelancer, pois é possível conseguir projetos em grandes empresas.

É preciso ter experiência para ser Tradutor?

Essa é uma das dúvidas mais corriqueiras e mais importantes para quem quer entrar nesse mercado. Afinal, existem muitos tradutores e a competitividade é uma realidade no nicho.

Mas, será que é indispensável ter experiência para conseguir trabalhos?

A experiência é, sim, um fator essencial. Quanto mais projetos você assume, mais potente e interessante se torna o seu currículo. No entanto, é preciso começar de alguma forma – afinal, ninguém se forma com grande experiência.

A dica aqui é que você comece assumindo projetos menos ousados. Às vezes, até trabalhar como voluntário pode ser um meio de criar o seu portfólio inicial.

Mas, atenção: faça isso como um meio estratégico para conseguir evoluir na carreira. Não aceite trabalhar de graça sem propósito algum, ou para projetos que não vão lhe trazer absolutamente nenhum prestígio.

  • Traduções para uso pessoal:

Há ainda a possibilidade de traduzir por conta própria conteúdos que você mesmo queira consumir. Com isso você treina as suas habilidades, e entra em contato com a prática da profissão.

Tenha uma rotina de trabalho

Não pense você que trabalhar como tradutor freelancer, com um escritório na sua casa, te dá margem para levar uma vida desregrada e sem organização nenhuma.

Na verdade, é o completo oposto disso.

Se tem uma coisa que atuação como freelancer vai lhe mostrar é que o segredo do seu sucesso está nas suas mãos. Ele depende exclusivamente da sua dedicação e do seu senso de responsabilidade.

Então, comece definindo horários para trabalhar. Siga uma rotina à risca, cumprindo com os seus prazos de entrega. Não deixe que as distrações da sua casa se tornem um empecilho.

Valorize a possibilidade de trabalhar no conforto de seu lar e faça isso valer a pena. Pense que se você conseguir cumprir as suas metas diárias de trabalho terá sempre a recompensa por isso.

É melhor trabalhar por conta própria ou ser contratado por uma agência

Ambas as formas de trabalho são nobres e possuem suas vantagens e desvantagens. Uma boa ideia para quem quer trabalhar como tradutor de espanhol freelancer é experimentar ambas as possibilidades.

Somente vivenciando a rotina de uma agência é que você terá, de fato, contato com os prazos mais apertados e a pressão tão frequente nesses ambientes. É o trabalho excelente para quem gosta de uma rotina cheia de emoções.

Em contrapartida, trabalhando em casa, como tradutor freelancer, sem vínculos diretos com as empresas, você terá a possibilidade de escolher e filtrar melhor os projetos, definir o valor de seu trabalho e criar um ritmo de produção pessoal.

São experiências completamente diferentes, mas ambas ajudam o profissional de tradução a evoluir e crescer no mercado.

Você não perderá nada ao vivenciar as duas situações. Muito pelo contrário, terá um currículo completo, capaz de encantar diferentes recrutadores.

Então, trabalhar como tradutor freelancer em ambas as situações pode ser muito engrandecedor e satisfatório. Vale a pena testar para descobrir qual delas tem mais a ver com o seu perfil.

Se você gostou de nosso artigo, inscreva-se na nossa newsletter para ficar por dentro de todas as novidades!

babbelPowered by Rock Convert

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.