Curso Marketing Pessoal e Produção de conteúdoPowered by Rock Convert

Para quem quer trabalhar com tradução conhecer gírias em espanhol mais comuns é importantíssimo. Elas podem aparecer tanto no texto escrito como em algum vídeo ou áudio.

Mais de 20 países falam o espanhol como idioma oficial. Isso quer dizer que milhões de pessoas utilizam essa língua todos os dias.

Então, naturalmente existem expressões que acabam se tornando mais populares, e são muito usadas na comunicação informal. Ainda que você não utilize isso com frequência nas suas traduções, é importante conhecer esses termos. 

Obviamente, com tanta gente falando espanhol em tantos países, existem algumas expressões que são locais, e funcionam em um país, mas não são amplamente conhecidas em outros.

Essa é uma das particularidades do espanhol. Além do sotaque, os países podem ter expressões bem características. Mas, seja para traduzir o espanhol latino ou o espanhol europeu, é fundamental para o tradutor conhecer as gírias.

Por exemplo, o espanhol que é falado nos Estados Unidos é bastante diferente daquele que é falado na Argentina.

Recomendamos também:

Falando sobre Gírias em Espanhol

Elas são inúmeras. As gírias podem ser ouvidas nas ruas, nos filmes e até mesmo podem ser encontradas nos livros em espanhol. Muitas vezes elas ajudam a contextualizar a situação e enriquecem o texto.

A palavra equivalente no idioma para se referir a elas é “jerga”. As gírias existem em todo o mundo, e, em espanhol, elas também cumprem um poderoso papel na comunicação informal.

  • A importância das gírias:

As gírias são fundamentais em qualquer lugar do mundo, pois ajudam a população se comunicar. Muitas vezes elas se tornam rotineiras e trazem muito da cultura e da identidade de cada povo.

A melhor forma de conhecer as gírias é realmente mergulhar um pouco na história da região, conhecer mais sobre os povos e o uso de cada termo.

Algumas Gírias do Espanhol Chileno

O Chile é um dos países onde o espanhol possui palavras marcantes. Alguns termos são fundamentais para se comunicar no país, sobretudo entre os jovens e na forma mais coloquial do idioma.

  • Cachai:

O “cachai” equivale ao nosso “entendeu?”, e geralmente é empregado no final as frases, de uma forma retórica – não esperando exatamente que alguém responda de volta.

  • Bacán:

Essa é uma palavra muito utilizada entre os jovens, no linguajar do dia a dia, e significa “bacana”, “massa”, “legal”. É usado mais para se referir a uma situação do que a uma pessoa.

  • Mala leche:

Refere-se a uma pessoa de energia negativa, que costuma deixar o ambiente pesado, que está sempre para baixo. Também pode ser usado no sentido de uma pessoa mal intencionada ou de má índole.

  • Caña:

Caña é usado para se referir a uma pessoa de ressaca. A palavra para “bêbado” é “borracho”, mas não é uma gíria. É o termo comumente utilizado para designar alguém que passou do ponto na bebida.

Gírias do Espanhol Argentino

Se você vai traduzir um conteúdo de origem Argentina existem outras gírias em espanhol que são importantes conhecer. Elas vão colaborar bastante para que você consiga entender melhor a comunicação desse país.

  • Buena Onda:

Se você estiver passeando pelas ruas argentinas pode se deparar com esse termo em um grupo de jovens. “Buena Onda” é um elogio, e significa, basicamente “gente boa” ou “boa praça”.

É um termo que diz respeito a uma pessoa agradável, amável, e que costuma ser bem aceita por onde passa. Se ouvir isso de um argentino saiba que você está recebendo um grande elogio.

Seria o equivalente ao nosso “Ceva”, que é um “apelido” para cerveja. Birra é um termo muito utilizado entre os universitários e pessoas que são adeptas a uma vida mais boemia e de curtição.

Escrita criativa e StortyllingPowered by Rock Convert
  • Ni en pedo:

“De jeito nenhum”, “jamais” são algumas das traduções possíveis. É uma forma enfática de recusar ou se negar a alguma coisa, amplamente utilizado no vocabulário falado dos argentinos.

  • Dale:

Já esse termo é utilizado para concordar de forma breve, seria o “ok” ou o “tá bom” que tanto empregamos em português. Também pode referir-se a apressar alguém, ou seja, “Vamos logo” (Dale, vamos).

É amplamente utilizado em Buenos Aires, entre todas as pessoas de todas as idades.

Gírias Espanholas – um pouco de espanhol europeu

Anteriormente comentamos sobre o quanto as gírias em espanhol podem variar bastante de um país para o outro.

É um fato que às vezes elas se repetem, mas existem algumas que são particulares de regiões. Para traduzir um conteúdo europeu você deve conhecer esses termos a seguir.

  • Vaya:

“Vaya” é uma palavra muito utilizada no espanhol europeu. É um termo que expressa surpresa, algo como “uau”, “eita” ou “nossa”. Pode ser usada tanto para uma surpresa positiva quanto para uma situação frustrante.

  • Mala pata:

É a usada para designar azar, dizer que uma pessoa não deu sorte em determinada situação.

A palavra é composta por dois termos que são “mala”, que significa “má” e “pata” que faz referência a uma “pata de bode”, que seria um termo para designar o “diabo”.

  • Meter la pata:

Já esse termo significa que a pessoa cometeu um erro, algo como “dar uma mancada”. Não existe uma tradução literal, mas o sentido é exatamente esse, de que se fez algo que prejudicou alguém, ou chateou alguém. Também se usa muito na Argentina.

  • Estar hasta los huevos:

Esse termo é amplamente utilizado sobretudo no cinema. Talvez você já tenha ouvido por aí. Ele significa “estar de saco cheio”. É uma linguagem bem coloquial, exatamente como o seu equivalente em português.

Gírias Mexicanas – alguns termos

O México também é um país que costuma ter uma produção artística intensa. Para traduzir conteúdos diretos de lá, ou mesmo para legendar filmes e séries é essencial conhecer as suas gírias em espanhol.  

  • Andale:

É o equivalente “vamos”, mas de maneira que seja acelerada, algo como “vamos logo” ou “anda logo”. É muito usado, por exemplo, com mães em forma de bronca. É um termo muito comum no dia a dia dos mexicanos.

Também pode ser usado como sinal de concordância ou dizer “entendi”.

Qué chingón:

O termo para “que legal” ou “demais”. É uma expressão bem popular entre os jovens e é extremamente coloquial, sem qualquer sinal de formalidade, por isso não deve ser usado em conteúdos mais sérios.

É usado para algo que excita ou impressiona.

  • No mames:

“No Mames” é usado no sentido de “não me engane”, com um ar de incredulidade a respeito de alguma coisa que foi contada. É uma linguagem extremamente informal e pode até ter um sentido ofensivo.

Muitas vezes “no mames” vem acompanhado de “cabrón”, que seria algo como “cara” ou “safado”. Então só é usado em situações de extrema intimidade entre as partes, ou em contextos muito informais.

Conhecer todas essas gírias em espanhol ajudará muito na hora de traduzir os conteúdos. É importante para aproximar a tradução ao sentido real, sempre respeitando o contexto em que a situação ocorre.

Se você gostou do post, convidamos que se inscreva em nossa newsletter para ser avisado dos próximos artigos.

babbelPowered by Rock Convert

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.