Curso Marketing Pessoal e Produção de conteúdoPowered by Rock Convert

Uma das armadilhas que permite que o leitor reconheça uma boa e uma má tradução são os ditados populares.

Ainda que possamos explicar o que são ditados populares, a maioria de nós já não sabe o que são, pois nascemos escutando frases que ensinam uma lição, um saber e um modo de ver a vida.

No dicionário encontramos duas acepções para a palavra “ditado”.

  • Aquilo que é ditado oralmente para que outra pessoa escreva;
  • Provérbio.

Hoje falaremos um pouco mais sobre o segundo conceito.

Também conhecidos como provérbios, os ditados populares (frases e expressões) falam de ensinamentos e conhecimentos sobre a vida.

Alguns artigos podem nos auxiliar:

A maioria deles têm uma origem remota, mas como falam de sentimentos e fatos da vida que são imutáveis e que sobrevivem até o presente.

Por isso é muito comum escutarmos frases como essas em nosso cotidiano, em ambientes familiares, local de trabalho e entre amigos.

No caso da tradução de ditados populares, provérbios e outros modimos, temos como tradutores, um grande desafio.

É comum encontrarmos expressões assim em diversos tipos de texto.

Equivalências na tradução de espanhol

Nesse momento, o tradutor deverá fazer algumas escolhas, ou seja, tomar decisões com base em conceitos, regras e outras técnicas de tradução.

Um dos métodos mais comuns nesse tipo de contexto de tradução são as equivalências. E em todo momento, na tradução de espanhol encontraremos muitos desafios na área terminológica.

É um dos métodos associados à tradução oblíquia (segundo a nomenclatura de Vinay e Dabelnet em seu famoso estudo sobre tradução).

Ela acontece quando há diferenças estruturais e metafóricas entre as duas línguas.

A equivalência é uma espécie de modulação, ou seja, a tradução de um segmento ou trecho específico de um texto com perceptíveis mudanças estruturais.

Essas mudanças, ainda que proponham um significado semântico um pouco ou até mesmo muito diferente, visam manter o significado global do segmento ou texto, na língua alvo.

Nesse sentido, a equivalência, processo extremamente comum em ditados populares e expressões idiomáticas, propõe uma formulação que dá mais sentido à língua alvo.

Vou dar um exemplo, assim fica mais fácil de visualizar esse método:

EXEMPLOS DE EXPRESSÕES EM ESPANHOL E COMO TRADUZIR

El que mucho abarca, poco aprieta

Esse é um ditado muito conhecido, de origem espanhola e, fala do provável destino da pessoa que é muito ambiciosa e deseja mais do que pode suportar.

Pois bem, nesse caso, qual seria a melhor maneira de traduzi-lo?

Poderíamos propor uma tradução ao português mais próxima do original. Assim, teríamos algo semanticamente semelhante.

Mas, pergunto:

  1. o leitor brasileiro o sentido dessa frase?
  2. entenderia que se trata de um ditado popular?

Provavelmente não.

Logo, perde-se a ideia geral e uma substancial parte do sentido do texto de partida.

Segundo Gross (1984), existe um único critério possível para distinguir e reconhecer um provérbio: a intuição.

Como membro de uma comunidade linguística, um falante é capaz de reconhecer um provérbio, não importa se ele aparece em sua forma mais estandardizada ou com alterações, como quando aparece dentro de um texto.

Escrita criativa e StortyllingPowered by Rock Convert

Nesse sentido, repetimos a pergunta: qual seria a melhor maneira de traduzi-lo?

Quem muito quer, nada tem.

Você considera que essa é uma tradução satisfatória?

A resposta a essa pergunta não é o mais importante, já que sempre devemos refletir sobre o objetivo do texto original e qual o destinatário da tradução.

Você já tinha se encontrado com o ditado que problematizados acima? Se não, vamos conhecer 10 ditados em espanhol e propor, para cada um deles, um ditado em português que recupere uma parte de seu sentido geral.

EXPRESSÕES EM ESPANHOL E EQUIVALENTES EM PORTUGUÊS

  • De tal palo tal astilla

Esse é um ditado muito popular em espanhol, e fala de semelhanças físicas ou não entre pais e filhos. Em português costuma-se dizer, diante do mesmo tipo de situação, que é “tal pai, tal filho”.

  • A falta de pan buenas son tortas

Esse ditado é perfeito para quando obtemos algo inferior do que desejávamos no início.

Traduzido literalmente, ele dificilmente faria sentido para um falantes de português. Aqui, “quem não tem cão, caça com gato”.

  • A lo hecho, pecho

Quem nunca tomou uma atitude e, logo depois, se arrependeu? Nem sempre podemos remediar nossos erros e decisões precipitadas, por isso esse ditado tão popular é de uma sabedoria infinita.

“O que não tem remédio, remediado está”, seria um ótimo candidato a equivalente em português.

  • Monto un circo y me crecen los enanos

Imaginem a seguinte situação: uma pessoa decide montar um circo que contará com muitas atrações, e a principal delas são anões. Mas quando o circo fica pronto, os anões crescem.

Em um sentido metafórico, significa má sorte ou maus presságios.

Você provavelmente já viu ou disse, após enfrentar um problema difícil e em seguida encontrar outro problema: “nada é tão ruim que não possa piorar”.

  • Camarón que se duerme, se lo lleva la corriente

Esse ditado é imediatamente reconhecível e com certeza todos já dissemos um dia: “Camarão que dorme, a onda leva”. Ou seja, se você não prestar atenção ao ser redor, ficará para trás.

  • No hay mal que por bien no venga

Diante de uma situação difícil, uma das melhores coisas é acreditar que as coisas têm um lado que não conseguimos ver e, por isso, o futuro poderá trazer coisas melhores.

Também diz-se em português que “Há males que vem para o bem.

OUTROS DITADOS ESPANHÓIS
  • Dios da pan a quien no tiene dientes

Essa construção pode parecer um pouco estranha, mas todos já escutaram que “Deus dá asas a quem não sabe voar”.

Usamos esse ditado quando alguém recebe um benefício ou dádiva de qualquer ordem mas não tira proveito dela.

  • El mentiroso cae más pronto que el cojo

Ainda que uma tradução literal não fizesse muito sentido, o possível equivalente em português também faz uma alusão às pernas: “A mentira tem perna curta”.

  • Buscar una aguja en un pajar

Às vezes temos que procurar algo quase impossível de ser encontrado.

Diante de tal missão é comum dizer que estamos procurando “Uma agulha em um palheiro”.

  • Gallo que no canta, algo tiene en la garganta

Esse divertido ditado serve para quando alguém não fala ou evita determinada conversa porque tem medo ou receio de algo.

No Brasil costumamos dizer: “Quem não deve, não teme”.

Você conhece outros ditados em espanhol?

Já teve trabalho para traduzir algum deles?

Compartilhe suas experiências com a tradução de ditados populares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.