Curso Marketing Pessoal e Produção de conteúdoPowered by Rock Convert

No Espanhol e também no Português temos um amiguinho que não é tão amigo assim, na verdade são falsos amigos.

Você sabe o que são falsos amigos? São palavras extremamente parecidas, mas que na hora de conversar ou escrever podem gerar situações confusas e até constrangedoras.

Os Falsos amigos (também conhecidos como falsos cognatos) são palavras cuja grafia e/ou a pronúncia se parecem muito, segundo a percepção de falantes nativos ou que têm o espanhol como segunda língua ou língua estrangeira.

O único problema é que elas não têm o mesmo significado (esse conceito também pode ser encontrado com o nome de “heterossemântico”).

Tomemos como ponto de partida o português, mais especificamente o português brasileiro, que é o nosso campo principal de discussões.

Muitas línguas têm falsos amigos com o português, entretanto, o número de palavras que se enquadram nessa categoria aumenta exponencialmente ao tratarmos do par português-espanhol.

Se o conceito de falso amigo ainda não ficou muito claro, daremos um exemplo de confusão muito comum:

 

Espanhol Português
Embarazada: Adjetivo Embaraçada: Adjetivo
1. Mulher grávida, que espera um bebê.1. Demonstrar incomodidade ou desconforto. Que está desorientado, confuso ou perturbado.

A partir das dessas duas breves definições, é possível depreender o teor da confusão: os dois termos são morfologicamente e fonologicamente muito próximos, mas o termo equivalente, em português, para embarazada seria grávida, status da mulher que passa pelo período gestacional.

É importante ressaltar que esse tipo de aproximação equivocada acontece em quase todas as classes de palavras: más e mas; ello e ele; pegar e pegar, entre outros.

Conhecendo as origens das línguas espanhola e portuguesa

Essa abundância de encontros e desencontros não é fruto do acaso ou da inabilidade dos falantes de uma das duas línguas.

É reconhecido o fato de que o português e o espanhol compartilham praticamente 80% de seu léxico, proximidade que tem motivações históricas e geopolíticas.

Além de serem línguas românicas, ou seja, que nasceram do latim, seu desenvolvimento na península ibérica (região atual de Portugal e Espanha, por exemplo) contribuiu para a proximidade entre os dois idiomas.

Além disso, em vários períodos da história, as coroas Portuguesa e Espanhola estiveram muito próximas.

O período conhecido como União Ibérica (1580 a 1640), por exemplo, representa a fusão dos dois reinos.

Portanto, a aproximação lusitano-hispânica não é um advento do século XXI, mas um longo processo que remete ao processo colonial nas Américas.

A língua na América Latina

Atualmente, principalmente na América Latina, o contato entre as duas línguas por razões comerciais, territoriais e sociais é imenso.

Escrita criativa e StortyllingPowered by Rock Convert

Há a necessidade de que textos (no sentido amplo da palavra: imagens, publicidades, contratos, documentação, etc.) escritos em língua portuguesa circulem em países de língua espanhola e vice-versa.

Isso contribui para a identificação de falsos amigos em vários contextos e mostra como o trabalho do tradutor é essencial.

 

Tradução de espanhol e português

Os falsos amigos são uma presença constante, e às vezes inconveniente, em conversas cotidianas e interação entre pessoas que têm línguas maternas diferentes.

Outrossim, no caso da tradução não seria diferente, e o papel do tradutor é muito importante.

Um dos critérios para definir uma péssima e uma boa tradução é, justamente, a capacidade de identificar e driblar falsos amigos, explorando toda a potencialidade de sentidos no resultado final.

A coisa fica um pouco mais complicada quando entendemos que a lista de falsos cognatos é MUITO extensa.

Isso sem falar dos falsos amigos DENTRO DO PRÓPRIO espanhol.

Mas esse será um assunto para outro post. Hoje, vamos apresentar alguns dos verbos mais comuns do dia a dia que são falsos amigos entre o português e o espanhol.

 

Alguns falsos amigos demasiado comuns

A tabela a seguir ilustram alguns dos falsos amigos mais comuns.

Ela está pensada desde a perspectiva de um falante de português, ou seja, ao lado do termo em espanhol, na primeira coluna, estará sua correta definição separada por sinal (–), acompanhada do significado que muitos falantes de português costumam atribuir erroneamente ao termo.

Do mesmo modo, na segunda coluna, o verbo em português que corresponderia adequadamente ao verbo em espanhol.

Verbos comuns no dia a dia

VERBOS EM ESPANHOL E PORTUGUÊS

Espanhol

Português

Acordarse – lembrar-se de algo, geralmente confundido com despertar.

Ex: Me acordé que hoy debo ir al supermercado.

Lembrar

Acostarse – deitar-se para dormir ou descansar, geralmente confundido com encostar.

Ex: Debes acostarte temprano pues mañana tienes que trabajar.

Deitar

Apagar – desligar eletrodomésticos e outros aparelhos que demandem uso de energia, geralmente confundido com apagar inscrições à lápis em folha, por exemplo.

Ex: ¿Puedes apagar la luz?

Desligar

Jugar – brincar com brinquedos e/ou amigos, geralmente confundido com jogar.

Ex: A los niños les encanta jugar con sus amigos.

Brincar

Aceitar – passar azeite ou óleo em uma superfície. Geralmente confundido com dizer sim.

Ex: ¿Es necesario aceitar la fuente antes de ponerla en el horno?

Passar óleo

Desabrochar – Desabotoar roupas ou qualquer objeto que tenha botões, geralmente confundido com o desabrochar de uma flor, por exemplo.

Ex: ¡Es imposible desabrochar los puños de esta camisa!

Desabotoar

Pegar – Golpear alguém ou fixar algo em outra superfície. Geralmente confundido com segurar.

Ex: Le pegaron tres veces en el rostro.

Colar
Quitar – tirar algo de um lugar, geralmente confundido com satisfazer uma dívida.

Ex: Hay que quitarle lo que le hace daño.

Tirar
Brincar – saltar, pular. Geralmente confundido com fazer brincadeiras ou divertir-se.

Ex: Vamos a brincar en un trampolín.

Pular
Contestar – Responder. Geralmente confundido com questionar.

Ex: Si no contesta los mensajes enseguida, algo salió mal.

Responder

Note-se que as definições dos verbos objetivam estabelecer seus usos mais frequentes e ou mais comuns no sito de situação apresentada (rotina e transações comerciais).

VERBOS EM ESPANHOL-PORTUGUÊS USADOS EM TRANSAÇÕES COMERCIAIS
Abonar – Pagar quantia de dinheiro. Geralmente confundido com dar ou receber um bônus, por exemplo.

Ex: Tengo que abonar la reparación de la bicicleta.

Pagar
Acreditar – Depositar soma de dinheiro a uma pessoa física ou jurídica. Geralmente confundido com acreditar que algo é verdadeiro.

Ex: Deberás esperar 7 días después de que se acredite el pago de la venta.

Creditar soma de dinheiro, depositar
Cobrar – Receber uma remuneração por serviço prestado. Geralmente confundido com fazer cobranças a devedores.

Ex: Todavía no cobré mi sueldo.

Receber
Cancelar – Finalizar dívida ou pagamento pendente. Geralmente confundido com desistir, encerrar.

Ex: Quiero cancelar mis deudas.

Pagar
Fechar – Colocar data em documentos, trabalhos, etc. Geralmente confundido com finalizar, encerrar, etc.

Ex: Tienes que fechar todas las hojas del contrato.

Colocar data
Invertir – Investir quantia de dinheiro em determinado setor, produto, negócio, etc.

Geralmente confundido com inverter.

Ex: Hoy, lo mejor es invertir en inmuebles.

Investir
Confusões com falsos amigos português-espanhol

Assim, mesmo que situações em que os falsos amigos provocam confusões sejam, muitas vezes, engraçadas, um trabalho cuidadoso e competente com a língua espanhola deve evitar qualquer mal-entendido,

Você tem alguma história em que um falso amigo entre o português e o espanhol gerou desencontros de comunicação?

Conte como foi sua experiência!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.