A revolução digital desencadeou a criação de ferramentas, programas e recursos que ajudam a administrar e a melhorar a eficiência do processo tradutório, quando utilizadas corretamente e com bom senso.

Neste artigo, apresentaremos tudo o que você precisa saber sobre as CAT tools – Computer-assisted translation (tradução auxiliada por computador).

O que são CAT tools?

São programas que guardam uma memória de tradução, que foram criados com o objetivo de auxiliar as atividades do tradutor e otimizar seu tempo.

Você pode ler mais em: O que são as CAT Tools e por que elas são grandes aliadas dos tradutores.

Qual é a diferença entre as CATs e as ferramentas de tradução automática?

A tradução automática (TA) traduz o texto de forma totalmente mecânica. Ela não deve ser tomada como base para um trabalho de tradução, pois não leva em conta o contexto e particularidades do idioma.

Com as CAT Tools, o tradutor mantém seu dever de traduzir cada palavra e frase, tendo a responsabilidade de achar a melhor adaptação entre os idiomas de origem e destino.

As ferramentas de tradução não fazem o trabalho de um tradutor, apenas auxiliam em sua tarefa.

Como funciona uma CAT Tool?

Os softwares de memória de tradução dividem os textos que serão traduzidos em “segmentos”. Assim, conforme o tradutor vai avançando no projeto, o programa armazena o texto em um banco de dados de segmentos que já foram traduzidos.

Ao reconhecer que um segmento é similar a outro que já tenha sido traduzido antes, o software sugere que esse segmento seja reutilizado.

Toda vez que você realizar uma tradução usando o programa, ele estará alimentando sua memória de tradução. Cada segmento do texto no idioma de origem (source) será enlaçado ao segmento no idioma final ou alvo (target).

A partir desse elo, surge uma unidade de tradução que será devidamente armazenada.

No entanto, existe uma enorme variedade de CAT tools no mercado e cada uma delas tem recursos específicos como, por exemplo, permitir trabalhar com diferentes extensões como arquivos de Powerpoint, sem a necessidade de converter o texto em outro formato. Isso será tema de outro artigo, no qual recomendaremos as melhores CATs e explicaremos suas respectivas funcionalidades.

leadlovers2Powered by Rock Convert
Benefícios das ferramentas de tradução

– Apresentam melhor layout, pois não é necessário alternar janelas ou traduzir em cima do texto original. Com as CAT tools, tanto o texto original quanto o final ficam na mesma janela, ao lado ou abaixo um do outro;

– As CATs mantêm a formatação do texto original, não sendo necessário se preocupar com a formatação do texto final;

– É possível criar glossários ou utilizar um arquivo fornecido pelo cliente a ser usado como consulta ao longo da tradução. Há também dicionários disponíveis, mostrando os termos do texto traduzido na língua alvo, economizando tempo;

– Tudo o que é traduzido é armazenado em uma memória. Dessa forma, as CATs reconhecem um segmento previamente traduzido e sugerem que você o utilize novamente, recomendando correspondências totais ou parciais através do acesso à memória, comparando-a com o novo segmento traduzido. Elas atuam como um constante lembrete, o que pode ser extremamente útil, principalmente em textos mais longos.

– Elas melhoram a produtividade e a otimização de tempo, ajudando a manter o texto consistente, através da consulta a glossários. Assim, não é necessário procurar determinado termo ao longo do texto.

– As CAT tools também surgem como bons parâmetros comparativos com relação a textos antigos, uma vez que podemos avaliar se determinada escolha foi de fato correta e aprimorá-la à medida que vamos ficando mais experientes.

CAT tools e tradução técnica: uma combinação de sucesso

Apesar do uso de CATs não ser obrigatório – muitos tradutores não as utilizam – elas são extremamente úteis para tradutores técnicos que trabalham com muitos termos semelhantes de determinado nicho ao longo de um projeto e precisam repeti-los muitas vezes.

Conclusão

Como pudemos constatar, não existe verdade absoluta quando se trata de tradução. Tudo sempre dependerá de inúmeros fatores como tipo de texto, nicho, formato, tamanho do texto. O mesmo ocorre em relação às CAT tools. Elas servem para ajudar, porém cabe ao tradutor determinar quando usá-las ou ainda se devem usá-la em determinado projeto.

O mais importante é sempre focar na qualidade. O tempo é importantíssimo atualmente, porém a prioridade de qualquer trabalho de tradução continua sendo a qualidade final a ser apresentada ao cliente.

Por isso, se você tem interesse em usar ferramentas de memória de tradução, não deixe de testá-las. Veja se você se adapta e se elas trazem benefícios ao seu trabalho. Talvez você não goste da interface de uma e queira aprender outra ou, talvez, você não se adapte a nenhuma e continue optando por realizar traduções manuais.

Qualquer que seja o caso, o fator mais importante para que uma tradução seja considerada bem-sucedida é e sempre será a transmissão eficiente da mensagem e sua consequente compreensão por parte do leitor. A tecnologia deve ser nossa aliada a fim de atingir esse objetivo e nunca um obstáculo ou uma ameaça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.