Curso Marketing Pessoal e Produção de conteúdoPowered by Rock Convert

Como começar como tradutor profissional?

Em um mundo cada vez mais globalizado e com o constante avanço da tecnologia, o relacionamento entre povos se estreita.

Entretanto, há uma barreira a ser transposta: o fator linguístico. Ele pode impedir a comunicação efetiva tanto no âmbito pessoal como profissional.

É aí que surge o papel do tradutor: um profissional fundamental nesse contexto.

Existem ainda muitos mitos e especulações em relação a essa profissão em crescimento e iremos tirar suas dúvidas neste artigo.

Não existe um guia a ser seguido para quem deseja se tornar um tradutor profissional, porém existem alguns requisitos fundamentais para quem deseja obter êxito na carreira.

Também recomendo estes artigos:

Uma pergunta que eu mesma me fiz, no início de minha carreira, como me tornar um tradutor ou como se fazer tradutor?

Se você fizer esta pergunta para diferentes tradutores, sem dúvida, cada um trilhou um caminho diferente. Mas vou comentar algumas das coisas essenciais para o início de carreira de um tradutor.

Tradutor profissional, precisa ter pleno domínio da língua materna

O tradutor freelancer profissional precisa ter um excelente domínio de seu idioma nativo e é por isso que as agências e empresas de tradução, muitas vezes, dão preferência a profissionais com graduação em áreas correlatas, especialmente em Letras, para preencher suas concorridas vagas.

Dessa forma, se você deseja ser um tradutor profissional com ampla vantagem competitiva no mercado, o ideal é fazer uma graduação em Letras com habilitação em idioma estrangeiro.

Algumas Universidades oferecem também a habilitação de Tradutor ou Intérprete.

Caso você seja formado em outra área, mas queira aprimorar sua formação acadêmica, há ainda a opção de buscar especialização/pós-graduação na área de tradução.

Apesar de não ser uma profissão regulamentada em nosso país, o que teoricamente permite que seja executada por qualquer pessoa, (pelo menos teoricamente) no momento da contratação, o cliente certamente levará em conta a qualificação profissional do freelancer.

Evidentemente, que uma pessoa pode ser formada, pós-graduada e etc e, ainda assim, não ter pleno domínio da língua portuguesa. Mas, que fique claro é preciso estudar muito o seu idioma nativo para ser um tradutor.

Sei um idioma estrangeiro, posso ser um tradutor profissional?

Não basta apenas ‘saber’ o idioma estrangeiro.

Este mito precisa ser completamente destruído.

O simples fato de possuir bom conhecimento da língua ou mesmo sua fluência não é o suficiente para ser um tradutor exitoso.

É preciso ir além. Conhecer o idioma a fundo, em todas as suas nuances e regras. Ter pleno domínio da fala e da escrita, da linguagem formal e do uso cotidiano, cobrindo todos os seus detalhes.

Portanto, estar constantemente estudando, lendo, assistindo filmes/programas de TV, ouvindo Podcasts no idioma de sua escolha é fundamental para que você enriqueça seu vocabulário e se aprofunde ainda mais na referida língua estrangeira.

Isso o auxiliará substancialmente em sua jornada como tradutor.

Planeje sua carreira de tradutor

Como em qualquer profissão, é necessário desenvolver um plano de negócios para ajudar você em sua jornada.

Escrita criativa e StortyllingPowered by Rock Convert

Para tal fim, você deve ter em mente o seguinte:

Tipo de serviço a oferecer – o mercado de tradução é bem amplo. Dentre os serviços a serem oferecidos estão: tradução, versão, dublagem, legendagem, transcrição, interpretação, revisão, tradução juramentada (mediante concurso público), audiodescrição, consultoria linguística, entre outros serviços.

Escolha aquele(s) que você tenha maior aptidão, interesse e expertise.

Idioma – como já citado acima, é importante reforçar: fluência ou nível avançado em um idioma não torna ninguém apto a traduzir. Especialize-se, estude e pesquise muito para apresentar bons resultados.

Área de especialização – Diariamente, você verá que existem inúmeros tipos de projetos a serem traduzidos. Da área financeira, médica, de TI, jurídica, etc.

Dessa forma, caso você tenha expertise ou se especialize em uma área específica, você terá vantagens quando fizer uma proposta a um cliente. Munido de um portfólio contendo projetos daquele nicho, as chances de contratação serão maiores.

 Equipamentos – Um home office bem equipado faz toda a diferença. Invista em um bom computador, cadeira confortável, mesa ou escrivaninha de qualidade, boa conexão à internet e programas de memória de tradução que poderão ajudá-lo.

Materiais de consulta – Não esqueça de ter à mão bons dicionários, dicionários on-line, glossários, bons sites de consulta e livros sobre o tema de sua especialidade.

Seja pontual, ético e faça networking

Não deixe de participar de todo e qualquer evento relacionado à tradução que você puder.

É imprescindível integrar-se a seu setor de trabalho e adquirir mais experiência a partir de Congressos, Workshops e Palestras ministrados por profissionais da área.

Networking é um ponto chave para obter êxito na profissão.

Para ganhar a credibilidade dos clientes, é fundamental entregar o trabalho no prazo previamente definido. Não há nada mais amador do que se comprometer a finalizar o projeto em uma determinada data e ter que pedir a extensão do prazo.

Aja sempre com ética em relação a clientes e colegas de profissão. Tente sempre solucionar conflitos ou mal-entendidos da melhor forma possível para ambas as partes.

Cabe aqui ressaltar que qualquer trabalho é confidencial e sigiloso, a menos que o cliente diga o contrário. Portanto, se deseja incluir o projeto em seu portfólio ou expô-lo a público, não deixe de pedir a expressa autorização do cliente.

Todas essas dicas são muito úteis para tradutores freelancer em início de carreira. Entretanto, como foi dito anteriormente, não existe uma receita de bolo ou um caminho das pedras para o sucesso.

Ao ganhar experiência na área, você ganhará também confiança e discernimento quanto a questões cotidianas da profissão.

Portanto, administre bem seu tempo, estude, especialize-se, valorize-se e acredite em seu potencial!

E você gostaria de comentar sua experiência como tradutor?

Baixe o nosso ebook gratuito: como começar a carreira de tradutor e obtenha mais dicas!

babbelPowered by Rock Convert

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.