Curso Marketing Pessoal e Produção de conteúdoPowered by Rock Convert

Embora sejam frequentemente confundidos, existem diferenças cruciais entre o tradutor e o intérprete de espanhol. São duas formas de trabalho que exigem ter domínio completo de idiomas, mas que funcionam de maneiras diversas.

É comum o cliente requisitar um tradutor de espanhol, quando na verdade precisa de um intérprete de espanhol. E, nada de repreender o seu futuro cliente por isso. Nosso dever é explicar as diferenças para o mercado e, se possível, indicar o colega que faz uma coisa ou outra.

Mas, para quem pretende ingressar no mercado é importante entender quais são as diferenças entre o tradutor e o intérprete de espanhol, e até mesmo compreender as particularidades de cada uma das funções.

Assim ficará mais fácil definir qual das áreas tem o seu perfil, e como, de fato, você quer ganhar a vida com esse idioma. Então, vamos entender exatamente o que faz o tradutor e o que faz o intérprete de espanhol.

Leia também:

Diferenças essenciais entre o tradutor e o intérprete

Compreender quais são as diferenças entre tradutor e o intérprete é o primeiro passo para escolher entre uma profissão e a outra. Embora elas tenham suas semelhanças são duas coisas distintas.

O que faz o tradutor?

O tradutor trabalha com tradução escrita. É ele o profissional responsável por traduzir livros, artigos, textos médicos, sites, documentos e outros materiais.

Na área de tradução audiovisual, o tradutor também produz legendas para televisão, cinema, vídeos e cursos online. Este profissional é conhecido como legendador ou legendista, dependendo da etapa que participa no processo de legendagem.

Ainda na tradução audiovisual, o tradutor pode atuar com audiodescrição, closed caption, tradução para dublagem, localização de sites e jogos, consultorias linguísticas, criação de glossários e mais algumas atividades.

Também pode se preparar para atuar como tradutor juramentado, que no Brasil é por meio de concurso público. Nesse caso ocorre a tradução de documentos diversos, tais como:

  • Documentos civis (certidões);
  • Documentos pessoais;
  • Diplomas e históricos escolares;
  • Documentos judiciais;
  • Documentos financeiros e administrativos.

Ser tradutor requer um grande preparo, e é um cargo de extrema importância e relevância, sobretudo atualmente. Afinal de contas, se temos acesso aos conteúdos produzidos em outros países é graças a esse trabalho.

O que faz o intérprete?

O intérprete trabalha com a tradução oral. Então, esse profissional escuta uma fala e traduz para o espanhol ou outro idioma. O seu papel principal é possibilitar a comunicação, em tempo real, entre duas pessoas de idiomas distintos. 

Dentro da interpretação também temos distinção, pois temos: interpretação simultânea, consecutiva, sussurrada, em visitas guiadas, interpretação simultânea a distância etc.

O intérprete precisa ter agilidade para conseguir traduzir imediatamente o que lhe foi falado.

É um profissional que deve se aprofundar tanto na linguagem formal quanto na linguagem coloquial, precisa entender termos locais e saber exatamente como traduzi-los.

É também uma função muito requisitada em feiras e eventos que reúnem profissionais e convidados de diferentes nações.

Por isso o intérprete deve ser extremamente ético, pois, muitas vezes pode trabalhar em reuniões com assuntos sigilosos.

Qual dos dois é mais interessante para trabalhar?

Escolher como sua profissão ser tradutor ou intérprete é algo muito pessoal. É importante analisar o seu perfil e entender qual das duas profissões lhe parece mais conveniente.

A falta de profissionais qualificados é um grande problema para os dois cargos. Por isso, o mais importante é realmente se debruçar sobre os estudos para se tornar apto a exercer a função que você escolher.

Lembramos que o tradutor precisa ter domínio absoluto da língua portuguesa também, para conseguir fazer traduções textuais que sejam corretas.

Enquanto isso, o intérprete precisa se dedicar a conhecer gírias, figuras de linguagem, termos técnicos e outros elementos que podem compor um discurso oral, seja para interpretação simultânea ou consecutiva.

Escrita criativa e StortyllingPowered by Rock Convert

Quanto ganha um tradutor ou intérprete?

A remuneração pode variar bastante em ambas as funções. É comum que o tradutor ou intérprete ganhe por projeto, ou seja, um valor fechado para aquele trabalho que está realizando.

Em começo de carreira, esses profissionais podem obter salários que variam de R$ 1.600 a 2.500/ mês. Já profissionais altamente qualificados e renomados chegam a faturar 15 mil reais em 30 dias.

O SINTRA – Sindicato dos Tradutores – possui tabelas com os valores de referência para que os tradutores saibam exatamente quanto devem cobrar por seu trabalho.

Você pode ler também nosso ebook, onde ali você terá uma visão geral a respeito de valores.

O tradutor, normalmente, cobra por palavras, lauda ou, em alguns casos, por hora.

Como construir uma carreira como tradutor ou intérprete?

O caminho inicial para se tornar tradutor x intérprete de espanhol é o mesmo: a fluência no idioma. Você deve buscar cursos preparatórios de qualidade e obter certificações que lhe tornem apto para o trabalho.

Evidentemente, cada pessoa constrói o seu caminho de maneiras diferentes. Em geral, um tradutor não trabalha como empregado com carteira assinada. Então, o posicionamento é de empreendedor.

Logo, você definirá o que vale a pena para você, de que forma irá se posicionar no mercado, quais suas estratégias de negócio.

Como conseguir os primeiros clientes?

Conseguir os primeiros clientes pode ser uma coisa bem difícil para muitos profissionais. É preciso muita paciência para construir a sua carteira de clientes.

Crie um portfólio online com seus trabalhos, mesmo que eles sejam voluntários ou traduções para uso pessoal. É importante mostrar que você sabe fazer isso e está preparado para assumir projetos.

Uma boa forma de entender o posicionamento que você deve ter é estudando um pouco sobre marketing e empreendedorismo. O SEBRAE é excelente para isso.

Divulgue seu trabalho aos quatro ventos

Tradução e interpretação são trabalhos de comunicação. Sendo assim, é fundamental que você de fato se comunique, e fale para as pessoas sobre o seu trabalho nessa área.

Use as redes sociais, pois elas servem de vitrine para que você divulgue o seu trabalho e para que se mantenha conectado com pessoas que podem se tornar seus clientes.  

Cuidado com tudo o que você escreve em suas redes sociais, pois o mercado está observando.

Entregue o seu melhor

Não importa qual caminho você decida seguir, o importante é entregar resultados sempre excelentes para conquistar e fidelizar mais e mais clientes.

Quando falamos da profissão de tradutor ou de intérprete muitas pessoas consideram que é um trabalho “fácil”. Afinal de contas, o espanhol tem lá suas semelhanças com o português, e todo brasileiro acha que domina o idioma.

Mas, a verdade é que atuar nessas áreas demanda um conhecimento extremo de ambas as línguas.

O tradutor, por sua vez, precisa se empenhar em ter uma escrita impecável, pois erros gramaticais – seja em espanhol ou em português – podem arruinar um trabalho.   

Fato é que esse é um mercado que demanda excelência. Quem entrega trabalhos medianos ou ruins não consegue se firmar como tradutor tampouco como intérprete.

Então, entender a diferença sobre tradutor ou intérprete é o primeiro passo importante para ter sucesso na carreira.

 Escolha entre elas aquela que pareça ter mais a ver com seu perfil, mas saiba que o profissional em idiomas pode passear entre uma e outra atuação, desde que tenha o devido preparo para isso.

Aproveitamos para convidá-lo a que se inscreva em nossa newsletter!

babbelPowered by Rock Convert

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.